Liberdade para Daniel Silveira!

Liberdade para Daniel Silveira!

Por Lucas Carbonera

 Nas últimas semanas o Brasil viu o desenrolar do caso Daniel Silveira, e a falha da democracia simultaneamente. O deputado, claramente um boçal Bolsonarista, foi alvo de um processo antidemocrático por parte do STF, e as forças da corroída república tentam manter o controle da situação, prevendo que o futuro do país jaz no cemitério, pois o Brasil é fadado a ruir, e quando ela se aproxima, ele deturpa os próprios princípios democráticos para manter sua sobrevivência.

 O estado brasileiro, não a nação, pois a página deixa bem claro que não existe um ideal de nação no Brasil, o país é uma mistura de todas as etnias distribuídas pela América portuguesa sendo escravizadas, e mantendo-se sob todas elas uma burguesia intelectual e econômica sudestina. Sendo assim, a liberdade do deputado deve ser defendida por todos os movimentos que buscam a libertação dos povos do país, porque os ideais antidemocráticos que o mesmo defende são falas inofensivas se comparadas ao aparelhamento do estado, sendo ele o começo da perseguição política que ele fará com aqueles que defendem a liberdade como um todo. Paralelamente a burrice da esquerda brasileira é notável, todas as pessoas que têm um cérebro dentre o movimento deveriam entender a calamidade do caso, e qual é o próximo passo do status quo nacional após a destruição do deputado, presumindo que tal intelectualidade não entendeu a perseguição a Lula e Dilma, quando os dois foram crucificados em rede nacional por tentar melhorar as condições do país, mesmo tendo suas falhas.

A história nacional prova o quão nefasto o estado consegue ser em perseguir seus opositores, e existe, com toda certeza, uma ameaça bolsonarista aos povos, mas não ao estado, Bolsonaro provou isso aparelhando ele, qualquer república de bom senso não deixaria esse câncer se apadrinhar dos meios sem uma boa justificativa, e Daniel Silveira é o sacrifício necessário para acalmar os ânimos daqueles que não percebem o rumo que o país toma, não existe uma ameaça bolsonarista a democracia, Bolsonaro é o espantalho necessário para uma eventual ditadura burguesa, ele é como foram os presidentes da Ditadura Militar, um “mal” necessário para derrotar o “perigo vermelho”, e será crucificado como as forças armadas foram, sendo escudo a quem realmente é o mal, a burguesia “nacional”.

Redação

Redação

Administrador da verdadeira dissidência política da América Austral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.