Alexander Dugin Completa 60 Anos

Alexander Dugin Completa 60 Anos

por Alexander Prokhanov

Traduzido por Guilherme Fernandes

Ele enriqueceu a consciência russa com uma infinidade de conceitos, reviveu conceitos esquecidos e seu ensino é uma contribuição preciosa para a metafísica da consciência.

Caro Aleksandr Gelevich! Seus sessenta são os seiscentos bíblicos. Durante essas seis décadas, você conseguiu alcançar algo além do poder de uma pessoa comum. Você é o criador de todo o mundo, ao cruzar o limiar a partir do qual uma pessoa se transforma. Você começa a ver o invisível, a ouvir os murmúrios tectônicos da história, a sentir como os desenhos das fronteiras e contornos dos continentes mudam. O Senhor deu a você o dom de ver o núcleo profundo dos fenômenos. Assim, parece que você, afastando-se do terreno, sobe às alturas, onde o terreno e o material se tornam o ideal; eles assumem sua verdadeira forma e significado. E, tendo compreendido essas formas e significados, você retorna o fenômeno do céu à terra em sua forma transformada e espiritualizada.

Novo dia

Você enriqueceu a consciência russa com uma infinidade de conceitos, reviveu conceitos esquecidos. Seu ensino é uma contribuição preciosa para a metafísica da consciência russa.

Eu te reconheci quando você, ainda muito jovem, quase jovem, cruzou a soleira do jornal “День”. Naquele momento, os fragmentos do comunismo extinto voaram e assobiaram. Parecia que, quando esses fragmentos colidiram, apenas poeira e pêlos históricos poderiam emergir. Mas você trouxe uma novidade incrível, uma beleza mental incrível para День. Depois de você, muitos começaram a repetir palavras como atlantismo, globalismo, geopolítica; nomes como Karl Schmidt, Mackinder, Samuel Huntington.

Lembro-me de como você cruzou, Duguin, a soleira da Academia do Estado-Maior General como um jovem intelectual extravagante e embriagou os sábios generais soviéticos com sua eloqüência, seu intelectualismo. Com a ajuda deles, publicaram um livro didático de geopolítica, e pela primeira vez uma direção geopolítica apareceu na consciência estratégica dos militares russos, aquela que orienta o comando político-militar russo hoje, considerando o espaço europeu, asiático e africano como direções da expansão russa.

Você trouxe a Moscou toda uma coorte de “novos direitistas” europeus que se preservaram em meio ao venenoso liberalismo europeu, na esperança de encontrar seus ideais conservadores na Rússia. Eles não os encontraram então, mas esses ideais, graças a você, Aleksandr Gelyevich, estão se enraizando na política russa hoje. Introduziu o conceito de “eurasianismo” na linguagem comum dos russos. Você, um imperialista russo, formulou o conceito de um novo império eurasiano sobre as cinzas do império vermelho. Este conceito é doloroso, mas é inevitavelmente implementado pelo atual governo russo.

Diante dos meus olhos, na sala “heterogênea” da Casa Central dos Escritores, nasceu o Partido Bolchevique Nacional de Limonov *, e você, Aleksandr Gelyevich, foi sua parteira. Todo o impulso crescente, fervilhante e extravagante de Limonov surgiu graças à sua energia e capacidade de extrair da história os preciosos fios do tapete tecido nos velhos tempos.

Suas obras são estudadas em universidades da Europa, na cidade sagrada de Qom, em departamentos de escolas científicas chinesas. Seu trabalho original “A Quarta Teoria Política” é uma tremenda contribuição científica associada a descobertas intelectuais, bem como conhecimento prático.

A escola russa de filosofia é impensável sem você. Você é adorado, eles aprendem com você, eles te seguem. Eles te odeiam, te atiram pedras, te tiram dos púlpitos. Mas você não está procurando por eles: onde você está, o púlpito aparece.

Sessenta anos é um microssegundo. Você vive por uma hora, dia, ano, eternidade. Um russo deve viver muito tempo. Você deve viver à altura daquele momento delicioso em que o universo se revelará a você como reinos florescentes, nos quais “a Via Láctea floresceu inesperadamente como um jardim de planetas deslumbrantes”.

* organização extremista proibida na Federação Russa

Fonte: https://www.geopolitica.ru/es/article/aleksandr-duguin-cumple-60-anos

Guilherme Fernandes

Guilherme Fernandes

Membro da Resistência Sulista e Dono do blog Contra o Sistema Mundial. Também um ativista ferrenho pela reunificação do Uruguai e do Rio Grande do Sul como uma só pátria sob o estandarte de José Artigas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *