AS IDÉIAS ECONÔMICAS DE BALODIS-STALIN

AS IDÉIAS ECONÔMICAS DE BALODIS-STALIN

Por Alexander Dugin

Um livro muito interessante chamado The Crystal of Growth foi publicado recentemente na Rússia Os autores do livro, a começar por seu coordenador, Alexander Galushka, compilaram uma grande quantidade de material sobre a economia soviética. O livro busca responder à seguinte questão: as taxas de crescimento da URSS sob Stalin, no período de 1929 a 1953, foram inéditas e representam um fenômeno muito raro, visto que houve um rápido aumento de indicadores como produção, demografia, população abastecimento, crescimento industrial, inovação e modernização. Nem mesmo os horrores causados ​​pela Grande Guerra Patriótica foram capazes de impedir o rápido crescimento da economia russa sob Stalin.

Os autores do livro estão longe de ser nostálgicos. No entanto, eles se perguntam sobre a causa de tais fenômenos econômicos. Também se pode perguntar por que eles decidiram estudar tal modelo, sem falar sobre por que tais transformações foram alcançadas antes ou depois de Stalin. Não sabemos nada parecido na história da Rússia ou da URSS.

Os autores rejeitam veementemente a ideia de que o milagre soviético foi devido ao marxismo: o marxismo também prevaleceu em outras sociedades onde nunca conseguiu alcançar resultados semelhantes. Depois de Stalin, a economia não era menos socialista e dogmática, mas, pelo contrário, por alguma razão desconhecida, começou a estagnar cada vez mais.

O livro de Alexander Galushka é uma espécie de história de detetive que gira em torno da economia. Possui uma quantidade de dados absolutamente gigantesca; além disso, estabelece que a NEP não desapareceu no governo de Stalin, além de mostrar que a produção artesanal fornecia todos os tipos de produtos manufaturados … e outras coisas. No entanto, a resposta à pergunta é esta: Stalin não seguiu as idéias de Marx e Engels, mas as do esquecido economista russo-alemão Kārlis Balodis. Balodis era conhecido por criar uma fórmula única que defendia uma combinação de planejamento estatal e iniciativa privada em um nível médio de produção. Todos os países que conseguiram fazer decolar suas economias, sejam eles capitalistas ou socialistas, seguiram esse modelo. Balodis também foi quem promoveu a ideia de eletrificar a Rússia, junto com muitas outras iniciativas que os bolcheviques implementaram para desenvolver a economia. Balodis não era um socialista, mas um nacionalista pragmático que queria criar uma economia robusta. Todos os que se valeram de suas teorias conseguiram grandes milagres econômicos e sociais.

Um dos métodos usados ​​para alcançar tal milagre foi a criação de dois circuitos de emissão: além da moeda nacional que circula diretamente na sociedade em forma de dinheiro, foram criadas contas especiais cujos recursos foram gastos apenas em projetos específicos, como grandes construções. , infraestrutura, alta tecnologia (incluindo desenvolvimentos militares), instalações de ponta, estradas e circuitos de comunicação, ou seja, investimentos no futuro. Foi assim que se resolveram os problemas dos investimentos de longo prazo, que são bastante arriscados e geram inflação forte – a maior parte do dinheiro desses projetos não foi para parte do mercado consumidor interno – exceto para o salário de quem trabalhava. esses setores estratégicos.

O sucesso econômico da URSS sob Stalin estava nessas práticas e não no trabalho dos prisioneiros, que, como mostram os autores, não é muito lucrativo, muito menos no aparato repressivo. O totalitarismo é irrelevante, pode até ser dispensado para aplicar as idéias de Balodis.

Esses fatos não foram redescobertos até 2021 porque a demagogia ideológica da era soviética ocultava a realidade. Khrushchev e Brezhnev abandonaram o modelo Balodis após a morte de Stalin e, a partir de então, tudo foi por água abaixo, até que ocorreu o colapso econômico durante o fracasso do modelo liberal dos anos 1990.

É por isso que este livro, O Cristal do Crescimento,É tão valioso. Os autores afirmam com razão e serenidade que é possível repetir tal milagre … Não é necessário recorrer à repressão ou ao totalitarismo, pois esses fenômenos nada têm a ver com o sucesso econômico. Foram as ideias de Kārlis Balodis, baseadas em uma combinação de planejamento estratégico e apoio à pequena e média iniciativa privada, juntamente com a criação de dois circuitos de investimento, que produziram tal milagre; ideias que certamente rompem com os dogmas econômicos do marxismo e, mais ainda, do liberalismo. O sucesso só pode ser alcançado a partir das ideias de Balodis, que promovem uma aliança entre o Estado e os povos para a construção de uma sociedade verdadeiramente soberana onde haja uma economia autônoma e os desígnios de justiça social sejam cumpridos.

Baseado na tradução espanhola de Juan Gabriel Caro Rivera
Fonte: https://katehon.com/ru/article/formula-stalina-balloda

Redação

Redação

Administrador da verdadeira dissidência política da América Austral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *