Nação Charrúa – Uma Das Extensões de Nossa Pátria Austral

Nação Charrúa – Uma Das Extensões de Nossa Pátria Austral

Embora os nosso irmãos no Uruguai se considerem o único país da América Latina sem população indígena, na história do povo Oriental pré-hispânica e durante a colonização ibérica, houve sim uma vasta população indígena Charrua e se estendiam pelas províncias Uruguaias, região da campanha rio-grandense e na Patagônia argentinas.

Hoje grupos de ativistas nas duas pátrias gaúchas reivindicando que os povos originais nunca se extinguiram, havendo hoje os seus descendentes esquecidos pela história. O principal deles é o Conselho da Nação Charrúa do Uruguai – Conacha, atualmente composto por 10 organizações e comunidades de diferentes partes do Uruguai.

Isso é importante para a trajetória da genealogia da região Austral, devemos registrar o máximo de conteúdo histórico de todo um povo que sempre fez parte dessas terras, e que ainda foram um dos protagonistas na construção da identidade dos primeiros gaúchos, cujo seus costumes e hábitos refletem em nossa cultura até os dias de hoje.

Com isso o nosso camarada detalha todas as identidades que formam o povo Charrua e assim entendermos a complexidade de nosso povo e a formação de uma nação dentro de nossa nação Austral.

No Nordeste existiu a confederação Kariri, que abrangia diversos povos de uma mesma família, falantes de línguas isoladas, com um tronco linguístico próprio, nos Andes, existiu o Tawantsuyo, ou “Império Inca”, pelo conhecimento popular, o que pouco se fala é sobre essa nação que existiu e existe até hoje, mesmo que em menores números, seguem representando seu passado e honra aos ancestrais por meio de seus remanescentes.

A Nação Charrúa abrange os povos:

Chayúa (Charrúa), Minuano, Guenoa, Yaro, Chaná, Chaná-Mbeguá, Pairindi, Bohane, Mocoreta, Calchine, Colastine, Corondá, Caracañá e Timbu.

Esses povos fazem parte de uma mesma família, trazendo à tona pouquíssimas ou quase nenhuma diferença cultural, tendo em vista que possuem a mesma origem, sendo assim, são Charrúas agrupados em pequenos grupos menores e vivem sob a mesma bandeira.

Habitantes de todo território pampeano (Argentina, Uruguai e Rio Grande do Sul), se estendendo até o Paraguai e Chile por meio de migração.

Todos os povos da nação falam diferentes dialetos da língua Charrúa, de tronco linguístico próprio. Sendo assim línguas isoladas, contando com pequenos empréstimos culturais de outros povos.

Texto do camarada Vinícius Rodriguez Moraes – Resistência Sulista

Vinícius Rodriguez

Vinícius Rodriguez

Amante de literatura, aprendizado de idiomas, teologia e música em geral, indo de música clássica ao heavy metal. Pretende futuramente cursar linguística na faculdade, já estudando de forma autônoma atualmente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *